Setênios

A segunda grande fase 21 aos 42 anos

30 de outubro de 2017

QUARTO SETÊNIO – 21 a 28 anos.

Agora a individualidade, com sua base física estruturada, segue no seu desenvolvimento psíquico. É hora da busca pela profissão e também de um parceiro. A característica desta fase é emocional, que vem com muitas novas experiências, como o primeiro emprego, o primeiro salário, a escolha de um parceiro, a formação de uma família, a experiência de ser pai ou mãe, por exemplo.

Aqui nos falta a experiência, e é muito comum cometermos excessos. Precisamos da confirmação dos nossos valores e termos nossas próprias experiências.
Também é o tempo muitas vezes chamado de “mochileiro”, porque existe uma busca muito grande de viajar pelo mundo conhecer outros lugares, outras culturas, ampliar e buscar novos horizontes.

O mundo nos parece ILIMITADO. A figura central agora é o CHEFE. Nesta fase o chefe deveria ser uma autoridade firme, confiável, verdadeira, onde a palavra dada é do “fio de bigode”.
Das crenças e dos princípios que trazemos da casa de origem, vamos construindo nosso próprio código de ética de acordo com a experiência vivida. Agora, já com uma experiência de atuação no mundo e responsáveis pelos nossos atos, dominando a sobrevivência no mundo, nos sentimos mais seguros do que na fase anterior. Com esta segurança, aos 28 anos nos comprometemos profundamente com alguma área importante da nossa vida.

Sugestão de exercício:
Faça uma pintura ou desenho da sua família ou vivência de parceria.
Retrate seu primeiro CHEFE, e descreva suas características.
Escreva sobre o momento mais relevante dessa fase.
Qual foi o seu comprometimento profundo aos 28 anos?
Faça uma lista descritiva do seu código de ética.

QUINTO SETÊNIO – 28 a 35 anos
Agora entramos numa fase racional, onde somos menos emoção a mais organização. Começamos a ter uma responsabilidade social.
No nosso esquema das diferentes linhas de desenvolvimento, observamos que estamos numa estabilidade de um grande patamar. Com a posse de grande energia vital, na nossa vida isto se manifesta como uma época produtiva de muita realização, resultado financeiro, realização profissional e reconhecimento.

Aqui o mundo é LÓGICO e a principal questão é a PROFISSÃO. Os bens materiais tem um peso significativo, é a fase do empreendedor, onde precisamos estar atentos aos perigos do poder.
No casamento ou na parceria é comum vivenciar a primeira crise, porque começamos a ter uma visão mais analítica do parceiro, justamente por conta de menos emoção e mais razão.

Sugestão de exercício:
Anote seus encontros mais significativos desta fase.
Anote o que aprendeu com cada um deles.
Quais foram suas maiores conquistas nesta fase?
Quais foram as frustrações?
Apenas anote, não julgue, não critique, para poder perceber o aprendizado.

SEXTO SETÊNIO – 35 a 42 anos.

Este é o setênio da nossa maturidade psíquica, quando começamos a questionar nossos princípios. Também começamos a sentir o primeiro declínio físico. No campo do trabalho sentimo-nos ameaçados pelos mais jovens.
De repente, percebemos que o mundo tem LIMITES. O grande aprendizado aqui é o SENTIDO DA VIDA. Precisamos de parâmetros para desenvolver nossos próprios conceitos de mundo.
Percebemos uma busca de algo mais, que somente a realização profissional, financeira e afetiva não preenchem. Vamos em busca de horizontes mais amplos nos campos da filosofia, das artes, etc. Com um EU mais maduro, muitas vezes vamos em busca de um novo curso, um novo aprendizado, como um vislumbre da nova grande fase que se aproxima do Amadurecimento Espiritual.

Sugestão de exercício:
Nesta fase, quais eram ou são seus novos parâmetros ou aprendizados?
Quais eram ou são seus sonhos ou perspectivas da sua vida aqui para frente.

Foto Marina Stein

 

Você também pode gostar de